Sempre que uma crise afeta a sociedade há consequências económicas e sociais. A maioria das tendências tal como um vírus, inicia com um crescimento gradual até se tornar exponencial e de adoção generalizada (comportamento em massa).

O que vamos valorizar depois do covid-19?

A Trendwatching avançou com 10 tendências que vão (re)definir o nosso futuro próximo. Estas tendências são reflexo da crescente dependência dos meios digitais e que se prevê usuais num mundo pós-coronavírus.

A critec selecionou as 5 tendências que serão comportamentos normais e transversais a vários segmentos de mercado:

1 - VIRTUAL EXPERIENCE ECONOMY

‘Virtual’ e ‘imersiva’ são palavras que vão definir as futuras experiências sociais. Jogos de futebol, museus, festivais, conferências, cursos de formação, …, vivências que nos definem como sociedade e também como consumidores. Será no domínio virtual, que a “economia de experiência” terá que vingar. Experiências virtuais já existem, tal como visitas a museus, concertos musicais, formação, entre outras. Contudo, vamos sentir um aumento exponencial na forma como as organizações vão seguir esta tendência para proporcionar novas experiências aos consumidores.

 

2 - SHOPSTREAMING

Comprar online não é novidade, no entanto prevê-se que irá representar 70% a 80% das vendas futuras. Em Portugal o comércio ‘online’ aumentou 6% desde o registo do primeiro caso português de covid-19. Contudo, existe uma nova tendência, a fusão do comércio eletrónico com as transmissões ao vivo, proporcionando uma experiência interativa, personalizada e em tempo real.

 

3 - M2P (MENTOR TO PROTÉGÉ)

Com a quarentena, as pessoas apostaram ainda mais na aprendizagem e melhoria dos seus conhecimentos e aptidões profissionais. Esta tendência não é novidade, o ser humano está em desenvolvimento e evolução constante. Com o número crescente de tempo que passamos online, vai explodir o número de plataformas que nos permitirão aprender: com professores, especialistas e mentores. Uma experiência cada vez mais personalizada e pessoal.

 

4 - E-Commerce

O e-commerce eventualmente tornar-se-á o método preferencial de compra para os consumidores, mas também para os empreendedores. Contudo, em contexto profissional, o comércio online será apoiado pela inteligência artificial. É a chegada da procura sem interação.

 

5 - Assistentes virtuais

Desde os simples chatbots a sistemas de interação mais evoluídos que usam a inteligência artificial para nos entreter, ensinar, ajudar na decisão de compra, estabelecer laços de amizade, e até para fazer triagem e aconselhamento médico. Estão a chegar os Assistentes Virtuais cada vez mais evoluídos e em algumas funções até mais eficientes que os assistentes humanos. Num futuro próximo, perto de nós.

 

A critec está sempre a par das novas tendências e conta com uma equipa capaz de pensar em soluções inovadoras para a sua empresa. Apesar da atual situação, qualquer crise é sempre agente da mudança. Marque a diferença de forma positiva.

quer continuar a ler?
faça o download do artigo completo.

Catarina Pimentel

2020-04-29

Critec Logo
creative
agency
critec
Olá,
Em que posso ajudar?