Tipos de fotografia e as suas aplicações no mercado

Todos nós temos contacto com fotografias diariamente. Seja a captá-las, nas redes sociais … elas fazem parte das nossas vidas nesta que é uma sociedade cada vez mais focada no visual.

Quando falamos de fotografia a nível profissional, existem infinitas áreas de especialização. Ou seja, é pouco comum um fotógrafo profissional ser bom em todos os tipos de fotografia. Com a experiência o profissional tem a tendência a adquirir gosto e técnica por um tipo específico de fotografia.

O mercado da fotografia relaciona-se e completa todos os outros. O mundo comercial não vive sem imagens e representações visuais. Assim, o mundo da fotografia divide-se em categorias diferenciadas pelo objetivo do que é captado.

 

Mas, quais os diferentes tipos de fotografia?

 

Retrato: Tem como foco o ser humano, tenciona captar humores e expressões. Normalmente tem por prioridade o rosto, nomeadamente os olhos. No entanto, o retrato também pode ser corporal, onde se associam os conceitos de pose e/ou postura.

Fotógrafo: Steve McCurry

 

Conceitual / Artística: Como o próprio nome indica, é criada com base num conceito idealizado pelo próprio fotógrafo. O cenário e/ou personagens são colocados de forma pensada, de forma a transmitir uma mensagem. O momento da captação é importante, mas neste tipo de fotografia é comum o uso da edição para reforçar aspectos que o fotógrafo tencione.

Fotógrafo: Gianluca Micheletti

 

Documental / Fotojornalismo: Conhecido como sendo o tipo de fotografia mais crua. O objetivo é retratar a realidade, um acontecimento ou, um facto. É denominada de fotojornalismo porque é a mais usada no mercado de transmissão de informação.Seja no registo cultural, ou artístico de um acontecimento.

Fotógrafo: Gabriella Demczuk

 

Paisagem: Tem como foco o ambiente envolvente e a natureza. Não necessita de iluminação nem encenação especial. Não obstante é dos tipos de fotografia que envolve mais paciência. Por depender do meio envolvente, os fotógrafos chegam a esperar horas, às vezes até dias, para alcançar as condições e luz ideais para a captação de uma imagem.

Fotógrafo: Erin Babnik

 

Publicitária: Com foco na produção de publicidade para produtos/ serviços. É normalmente realizada em estúdio ou num ambiente controlado. Bastante complexa em termos de preparação, luz e cenários, em que tudo é pensado e programado. Este género é diverso, já que é o mais associado ao mercado de vendas e mundo comercial. Engloba ramos como a fotografia de produto, moda e de alimentos, por exemplo.

Fotógrafo: Guy Aroch (p/ Coca Cola)

 

Lifestyle: É um tipo de fotografia que tem crescido muito no mercado nos últimos anos. Tem como objetivo retratar momentos e situações da vida humana de forma natural. São capturadas em cenários naturais urbanos ou rurais já existentes e utilizando apenas luz natural. Enquadram-se nesta categoria as sessões de família e a cobertura de eventos como casamentos, aniversários e concertos.

Fotógrafo: Jessica Rockowitz

 

A linha que separa estas categorias é subtil. É natural que por vezes uma fotografia se possa enquadrar em mais que uma destas categorias.

Por exemplo, uma fotografia com o objetivo de publicitar um produto de maquilhagem aplicado num rosto é fotografia publicitária mas que se enquadra, claramente, na categoria de retrato.

Estas categorias da fotografia permitem perceber que um fotógrafo não é simplesmente alguém que domina a câmera fotográfica e tira fotografias em qualquer cenário ou situação.

O profissional tem que entender e dominar diferentes técnicas e saberes consoante aquilo que se dedica a fotografar.

“Se algo pode ser escrito, ou pensado, pode ser fotografado.”
Stanley Kubrick

quer continuar a ler?
faça o download do artigo completo.

Daniela Oliveira

2020-01-24

Critec Logo
creative
agency
critec
Olá,
Em que posso ajudar?